Viagem até Machu Picchu – Linhas de Nazca - Deserto de Atacama. Janeiro de 2012

Viagem até ao peru 2012
Porto Alegre, RS – Dionísio Cerqueira, SC – BR 386 – 662 km.
Dionísio Cerqueira, SC – Cidade do Leste, Paraguai – RN 101 – 180 km.
Cidade do Leste, Paraguai – Assunção, Paraguai – Via7, V 2 – 323 km.
Assunção, Paraguai – Mariscal José Félix Estigarribia, Paraguai – Via 9 – 520 km.
Mariscal José Félix Estigarribia, Paraguai – Villamontes, Bolívia – Trajeto 11 – 342 km.
Villamontes, Bolívia – Villa Tunari, Bolivia-Trajeto 11 – 764 km.
Villa Tunari, Bolivia – La Paz, Bolívia – Trajeto 4 – 534 km.
La Paz, Bolívia – Copacabana, Bolívia – Trajeto 1 – 171 km.
Copacabana, Bolívia – Puno, Peru – 143 km.
Puno, Peru – Cuzco, Peru – Trajeto 3S - 386 km.
Cuzco, Peru – Puquio, Peru – Trajeto 3S - 498 km.
Puquio, Peru – Linha de Nazca, Peru – Trajeto 26 A – 171 km.
Linha de Nazca, Peru – Camaná, Peru – Trajeto 1S Pan-americana – 393 km.
Camaná, Peru – Molendo, Peru – Trajeto 1SD Costeira Norte. 107 km.
Molendo, Peru – Arica, Chile Trajeto 1E – 319 km.
Arica, Chile –  Tocopila, Chile – Ruta 5 Ruta 1 – 538 km.
Tocopila, Chile – São Pedro do Atacama, Chile – Ruta 23 Ruta 24 – 255 km.
São Pedro do Atacama, Chile – São Salvador Jujuy, Arg. Ruta 27 RN 52 -  571 km.
São Salvador Jujuy, Arg – Salta, Arg. – RN 34, Rn 66,  RN 9 – 125 km.
Salta, Arg. – Saenz Pena, Arg. RN 16 - 658 km.
Saenz Pena Arg. – São Borja,RS RN 12 RN RN 16 - 588 km.
São Borja, RS – Porto Alegre, RS – BR 285, BR 386 - 603 km.
Total 9510 km.

Viagem ao Paraguai, Bolívia, Peru, Chile e Argentina.

1º dia.

03/01/2012

Hoje acordei 4 h e arrumei todas as tralhas, tomei um café reforçado e comecei a carregar a moto.

Saída de Porto Alegre às 5 h 30 min. ainda noite, na entrada BR 386 serração de não se enxergar nada, mas tudo bem de vagar e sempre.

No final rodei mais de 250 km com serração.

Mas nem tudo é ruim, o sol apareceu, o dia ficou muito bom.

Parei duas vezes para abastecer, e logo que saí do último posto uns 8 km adiante ganhei um pneu furado.

Havia passado poucos metros de uma chácara onde tinha umas arvores, resolvi empurrar a moto até lá para trocar a câmara. Conserto feito continuei a viagem até São Miguel do Oeste percorri mais uns 80 km. Esperava chegar à revenda e o pessoal já estar me aguardando, mas não eles também haviam furado os pneus de duas motos.

Mas tudo bem, a revisão foi feita, aproveitei e pedi para desmontar e colocar uma câmara nova.

Esperei mais 2 h quando chegou o pessoal.

Todos reunidos seguimos viagem até Dionísio Cerqueira, onde estamos hospedados na casa do Marcelo natural de Itajaí.

Além de ceder uma casa para pousarmos, nos recepcionou com uma janta.

É isso, amanhã estaremos entrando pela Argentina para irmos à Foz do Iguaçu.

1ª média= 233.3: 8.3 = 28.10 km/l.

2ª média= 268.4: 9.93 = 27.02 km/l.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Porto Alegre, RS

São Miguel do Oeste, Santa Catarina

2º dia.

04/01/2012

Levantamos às 6 h, fomos tomar café e já arrumar as coisas para prosseguir a viagem.

Saída em direção à aduana de Dionísio Cerqueira com Argentina às 7 h 30 min. Todo tramite feito partimos em direção a Porto Iguaçu. Saindo da Argentina e depois para aduana de Cidad Del Leste. Tudo em ordem na aduana entramos no Paraguai, depois foi encontrar um Hotel para ficarmos.

Achamos O Hotel Tia Nanci com ar, TV, e internet, por R$ 25,00 por pessoa.

Já hospedados fomos às compras, pois já era passado das 13 h e os Free Shop fecham às 16 h.

Comprei aquilo que procurava, feito tudo no centro depois de um lanche voltamos para o Hotel.

Já estamos arrumando tudo para sairmos bem cedo em direção a Assunção no Paraguai, mas não deveremos parar lá, vamos direto até a Rota 9.

Obs. O grupo fechou plenamente, é só alegria e sem estresse.

Rodei até agora 890 km.

Por hoje era só.

3ª média já andando em grupo e com a gasolina Argentina 160,6: 9.93 = 29.96 Km/l.

4ª média 208,7: 6,59 = 31,66 Km/l gasolina comum Argentina.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Ciudad Del Este, Paraguai

3º dia.

05/01/2012.

Hoje levantamos às 5 h, tomamos café arrumamos as coisas e seguimos de Ciudad Del Este em direção a Assunção, só para não passar no Paraguai e nem visitar a capital. E mais, o Toninho queria conhecer o Palácio do Governo, pois ele disse que era muito antigo e ele por ser professor gostaria de visitar.

Bom, irei contar uma das muitas boas da viagem. Chegando a Assunção fomos em direção ao centro para ver o tal Palácio. Chegando a frente do prédio do presumível palácio descemos das motos para tirar as fotos, só que não achamos nada de mais. Aí o professor foi para adentrar no prédio e pegar as devidas explicações para ficar bem informado. Nisso o atendente informou que aquele não era o Palácio, mas sim o prédio da antiga ferroviária.

Bem, só imagine vocês o que foi a gozação.

Depois de conhecer a bela cidade de Assunção seguimos para rota 9 até chegarmos no bom hotel a R$ 40,00 por pessoa com ar, piscina, internet e um excelente restaurante.

Hoje rodamos todo o dia chegamos já à noite, estamos atravessando o Chaco.

Para aqueles que nunca passaram por ele e tem informação que é uma coisa sem graça, para mim que viajei pelo nordeste digo que é bem mais verde e interessante.

Amanhã deveremos já atravessar a Aduana para Bolívia por Ibibobo passando Mariscal Estigarribia, mas isso será pesquisado qual é o melhor trajeto a ser percorrido.

Era isso.

5ª média– 149,6: 5,73 = 26.10 km/l.

6ª média- 205,4: 6,46 = 31,79 km/l.

7ª média- 195,4: 7,25 = 26,95 km/l.

8ª média- 220,5: 10,3 = 21,40 km/l.

Está é só para o Julio, a XT 660 esta fazendo as vezes até 26 por litro.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Assunção, Paraguai

Filadélfia, Paraguai

4º dia.

07/01/2012.

Hoje acordei às 5 h e fui dar uma organizada nas coisas do computador. Depois o pessoal foi acordando e fomos tomar café no hotel, bem completo. Ontem foi todo o dia rodando. Depois de tudo arrumado saímos de Filadélfia em direção a Mariscal onde teríamos que dar a saída na aduana do Paraguai. Tudo feito fomos em direção a La Pátria, Paraguai que fica ainda na Rota 9. A estrada está uma loucura, não tem nenhuma manutenção, abandonada, mas até que foi divertido. Chegando a La Pátria dobramos à esquerda para irmos em direção à Bolívia.

A fronteira é em Mayor Infante Rivadavia. Todos os procedimentos feito na aduana seguimos em direção de Vila Monte, Bolívia. Depois de fazermos trail várias vezes, porque tem uma estrada que está em construção e pelo jeito faz muitos anos. Então quando achávamos atalhos, pegávamos a estrada em construção, cheia de obstáculos. Foi muito cansativo, mas ao mesmo tempo prazeroso. Chegamos em Vila Montes, onde encontramos um hotel muito bom. Depois de banho tomado fomos procurar algo para comermos. A cidade tem muitas opções, é bonita e bem cuidada. Depois de comermos e bebermos umas cevas fomos dar uma volta na praça da cidade que é bela. Muito bem cuidada e está ainda toda enfeitada por causa do Natal. Era isso, amanhã deveremos viajar menos e descansar um pouco mais. Deveremos sair de Vila Montes depois do meio dia.

9º média 163,1: 5,63 = 28,96 k/l10ª média 364,7: 12,92 = 28,21 km/l.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Villa Montes, Bolivia

5º dia.

07/01/2012.

Hoje resolvemos descansar um pouco mais. Saímos do hotel em Villa Montes Bolívia depois do meio dia, rodarmos só até Camiri, Bolívia que fica uns 170 km adiante.

Chegamos ao meio da tarde e fomos procurar um hotel para.

Achamos um hotel bem confortável, garagem para as motos, ar, café da manhã e internet. Não muito caro, R$ 39,00.

Depois de alojados fomos para o centro passear e procurar um lugar para comer um lanche, achamos um bem legal, comida boa, porém apimentada.

Passeamos pelo centro de compras, é enorme tem de tudo para comprar.

Depois foi voltar ao hotel para arrumar as coisas para o dia seguinte que irá ser puxado, vamos de Camiri até Cochabamba, ainda na Bolívia.

A viagem está sendo tranquila e prazerosa.

Era só.

9º média 163,1: 5,63 = 28,96 km/l.

10ª média 364,7: 12,92 = 28,22 km/l.

Nenhuma descrição de foto disponível.

6º dia.

8/01/2012.

Hoje, acordamos por volta das 6,0 horas, e como já rotina arrumar tudo tomar café e pegarmos a estrada.

Saímos de Camiri com 2.200 metros de altitude, às 8,0 Horas em direção a Santa cruz de La Serra, Bolívia.

Antes de chegarmos a Santa Cruz atravessamos a cordilheira com 3.200 metros de altitude e descemos a Santa Cruz a 900 metros e fomos abastecer e seguir em direção a La Paz, Bolívia.

Uma curiosidade aqui na Bolívia e o abastecimento.

As motos com placas de fora do país pagam a gasolina sem subsidio e é muito cara, por volta de 9 Bolívar Bolivianos, enquanto o preço na bomba é de 3,74 Bolívar Bolivianos.

Também as motos locais que não tem placas também paga a mais, mas tem uma maneira de se pagar com preço subsidiado, é pegar a gasolina em um recipiente e ir colocando no tanque.

Rodamos até Bela Vista onde paramos para um lanche.

Nossa viagem está sendo sem chuva e com muito calor.

Continuando a viagem chegamos a Villa Tunari onde ficamos hospedados para passar a noite.

Amanhã iremos em direção a La Paz, Bolívia.

Era só.

11ª média = 167,7: 6.15 = 28.87 km/l.

12ª média = 167,2: 6.00 = 26,2 km/l.

13ª média = 126,3: 4,3 = 29,32 km/l.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Villa Tunari, Bolivia

7º dia.

09/01/2012.

Saímos de Villa Tunari Bolívia as 7 h 30 min. em direção a La Paz, Bolívia, muito frio. Saímos de uma altitude de 2000 m para 4160 m.

A subida da cordilheira e incrível e tem partes da estrada onde da para avistar os Andes com neve. Chegamos a La Paz na hora do pico com chuva foi um caos, mas tudo bem. Conseguimos um hotel na entrada da cidade bem bom só que não tinha internet. Aqui é bem ruim de achar hotel com internet.

Pela manhã saímos pela cidade para fazer umas comprinhas. Onde ficamos era distante do centro, mas tem tudo que se procura.

Amanhã sairemos em direção a Desaguadero, Bolívia fronteira do Peru e iremos direto para Copacabana, novamente Bolívia.

Era isso.

14ª média 325.5: 10.5 = 30.70 km/l.

15ª média 166,9: 5.6 = 29.80 km/l.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Lá Paz, Bolivia

8º dia.

10/01/2012

Saímos de La Paz por vota das 13 h em direção a Desaguadero, chegamos perto das 15 horas e fomos fazer o tramites das Aduanas, saída Bolívia entrada Peru.

Tudo feito seguimos para Copacabana, Bolívia, Chegando lá outra vez fizemos saída do Peru e entrada Bolívia.

Na aduana do Peru tivemos de pagar propina para policia, 15 dólares e na aduana imigração propina de 20 dólares isso cada um. Chegamos a Copacabana antes de anoitecer fomos encontrar hotel, a cidade toda estava com falta de energia, pois, um ciclone havia passado no dia anterior na rede que trás energia de La Paz.

Mas tudo bem ficamos alojados num bom hotel, à noite fomos à rua central para jantar, com variadas opções.

Copacabana é um lugar lindo, vem gente de todo o mundo para La.

Chegamos ao hotel de volta por volta da 23,50 horas fomos dormir.

Era isso.

16ª média 376.8: 12.7 = 29.66 km/l.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Desaguadero, Bolívia

Copacabana, Bolívia

Isla Del Sol

Copacabana, Lago Titicaca, Bolívia

9º dia.

11/01/2012.

Ao amanhecer fomos fazer o passeio de barco até a Ilha do Sol, o mais curto que leva 5 horas ida e volta.

Tenho filmes e fotos quando der eu coloco aqui.

O lago é da cor azul, e muito limpo todo translucido, o barco para na ilha do sol 35 minutos para o pessoal descer comprar regalos, vendido pelos nativos e para tirarmos fotos.

De volta ao hotel já havia a luz e decidimos sair em direção a Puno, Peru, novamente todos tramites das fronteiras Bolívia e Peru feitas desta vez sem pagarmos propinas. Nesta fronteira eles já têm um esquema que todos que passam ali pagam, não têm jeito. O esquema é o seguinte quando entramos no Peru na fronteira não tem onde fazer a SOAT que é o seguro obrigatório para transitar de veículos pelo país. De lá a Copacabana não tem local onde fazer, chegando eles falam que farão o favor de libera a transito até a Puno - Peru onde se faz o seguro.

Chegamos a Puno e encontramos um Hotel bem antigo beleza com tudo e bem acessível.

Já hospedados de banho tomado fomos procurar onde jantar ou comermos um lanche.

Achamos uma espécie de padaria que tem de tudo.

Depois fomos num calçadão que tem varias lojas, em cada uma que se entra da vontade de comprar tudo.

Amanhã devemos ir direto a Custo, Peru.

A viagem esta sendo ótima.

Era isso.

17ª média 200.1: 5.76 = 7.2 = 27.79 km/l.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Puno, Peru

10º dia.

12/01/2012

Hoje saímos de Puno, em direção a Cusco, Peru às 7 horas, a viagem foi tranquila chegamos por volta das 14 horas a estrada que até aqui é linda ela passa entre as montanhas algumas ainda com neve.

Encontramos um bom hotel, e com o preço razoável.

Depois de tudo arrumado a viagem é tranquila e agradável, vale muito à pena viajar por estes lados ainda mais se for de motos.

Por hoje era só. Vamos aguardar pelo passeio que promete.

Saímos para conhecer a cidade e já agendar o passeio até Machu Picchu.

Cusco é uma cidade antiga mais muito agitada, ela tem muito comércio e vive praticamente do turismo.

O passeio já está agendado para sair às 6 horas.

A viagem esta sendo agradável e tranquila.

Era só, vamos esperar pelo passeio que promete.

18ª media 180.9: 5.63 = 32.13 km/l.

19ª média 214.9: 7.2 = 29.84 km/l.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Cuzco, Peru

11º dia.

14/01/2012

O dia de hoje foi especial, saímos às seis horas do hotel com a van contratada junto a agência, fomos até ao centro onde passamos para um ônibus que nos levou até Olantaytambo, para pegarmos o trem que leva até Águas Calientes, onde embarcamos novamente numa Van que vai até Machu Picchu, realmente é algo impressionante, algo que não conseguimos uma explicação razoável de como e por que o povo Quechua construiu tamanha maravilha? Devia ter seus motivos, mas é algo que despendeu para sua construção um descomunal esforço. É algo que atrai gente de todo mundo, só vendo.

De resto foi tudo ótimo, o tempo, a organização dos peruanos foi quase perfeita, não fosse ter nos esquecido na rodoviária na volta, nota 9,5. Mais uma etapa vencida!

Ao chegarmos a Cusco fomos comer pizza acompanhada com umas cervejas Cuzquenha, que estamos começando a gostar.

Amanhã começamos a descida para Ica (Nazca), que deverá acontecer em dois dias, devido a distância e a estrada bem "travada".

Era só.

 

Machu picchu, Peru

12º dia.

14/01/2012

Saímos de Cuzco, Peru por volta do meio dia em direção a Nazca. Rodamos novamente subindo os Andes chegando uma altitude máxima de 4.200 m, dos 600 km rodamos uns 50 km à noite com uma temperatura de 2°C, e muitas curvas.

Chegamos a Puquio, fomos procurar um hotel, mas a cidade e bem pequena e só tinha um onde ficamos hospedados, só mesmo para dormir e seguir a viagem às 6 horas em direção a Nazca.

Até agora esta tudo bem, hoje foi o dia mais cansativo, pois dirigir a noite e com frio é ruim demais.

Tenho muitos vídeos, pois com a nova filmadora ficou bem mais fácil filmar, mas colocar os filmes aqui por enquanto não é possível onde paramos e bem difícil ter internet nos hotéis e quando tem é muito lerda.

Era só, até amanhã.

As medias continuam as mesmas, com gasolina 90 octanas a moto anda bem e fica bem econômica.

A mínima até agora foi de 23 km/l e a melhor média foi de 32, 54 km/l.

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

13º dia.

15/01/2012

Hoje saímos de Puquio às 6 horas em direção a Nazca, Peru.

Começamos a diminuir de altitude e ao mesmo tempo a temperatura começou a aumentar a viagem até Nazca foi tranquila.

Na chegada passamos pela cidade e fomos para o norte em direção a Lima, Peru a 16 km chegamos às linhas, onde tem um mirador que se podem ver os desenhos feitos numa região bem Arida e com muito calor, minha impressão não foi o esperado, pela internet temos, mas imagens que no próprio local.

Mas tudo bem mais um objetivo alcançado.

Até agora rodei 4960 km, agora começamos a regressar.

Depois da visitas linha tocamos até Camana, sul do Peru em direção ao Chile. Chegamos as 6,30 ainda de dia e fomos nos hospedar no melhor hotel da cidade onde deveremos ficar até ao meio dia de amanhã quando continuaremos em direção ao Chile.

Era isso.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Camaná, Peru

14º dia.

17/01/2012

O dia de hoje foi de turista, pela manhã fomos trocar o óleo das motos, depois voltamos ao hotel arrumamos as tralhas saímos por volta do meio dia de Camaná, Peru e fomos em direção a Mollendo, Peru.

A viagem foi tranquila, atravessando o deserto entre o litoral e a cordilheira. Chegamos às 3,30 horas, e fomos procurar um hotel.

Achamos a uma quadra da praia, com uma boa internet e vista para o mar, com direito a Por do Sol, a cidade é bem agitada, pois é de veraneio aqui no Peru.

Fui pisar nas águas do Pacífico pela primeira vez.

Tenho a dizer que a água é fria, a areia é escura. Agora vamos procurar um restaurante para jantar e tomar umas cevas.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Mollendo, Peru

15º dia.

18/01/2012

Saímos de Mollendo, Peru às 7 horas sem tomar café pois não tinha no hotel e preferimos parar no caminho para fazer um lanche.

Fomos em direção de Arica, Chile passamos por Tacna, Peru.

A viagem foi tranquila, só com o Pneu da moto do Ricardo furado, tivemos que parar enquanto ele trocava a câmera, furou com um prego no dia anterior, ele havia colocado um reparo spray, que só funcionou por meio dia.

Fizemos a saída do Peru 40 km após Tacna e chegamos a aduana do Chile para fazer os tramites de entrada, tudo feito com muita organização e bom atendimento, continuamos a viagem até chegar em Arica, Chile.

Primeiro passo foi procurar um hotel, achamos um bem legal e barato com internet, onde estamos hospedados.

Aqui o horário é 1 hora a menos que no Brasil, isso vai melhorar um pouco nossas postagens.

Já fizemos cambio para o dinheiro Chileno, mais tarde iremos dar uma volta pela cidade e já aproveitar e fazer a refeição decente do dia, a primeira impressão e que saímos do mundo subdesenvolvido para o desenvolvido, já deu pra perceber que o Chile é outra coisa, sem favelas, sem lixo nas ruas e um povo bem educado.

Era isso amanhã sairemos bem cedo para Tocopila, a porta de entrada do deserto do Atacama no Chile.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Arica, Chile

16º dia.

18/01/2012

Hoje saímos de Arica as 7,30 em direção a Tocopila, Chile.

Nosso café da manhã foi feito no caminho antes de chegar a Iquique.

Depois de atravessarmos a cidade de Iquique seguimos viajem até Tocopila aonde chegamos 16 horas.

Tudo transcorreu tranquilo, já estamos hospedados num hotel bom e barato.

Depois iremos da uma volta pela cidade e como praxe ver um lugar para jantar.

A estrada que vem até aqui tem mar de um lado e montanhas coloridas do outro.

O Asfalto é de ótima qualidade bem sinalizada.

Aqui no Chile as coisas são bem organizadas, só que o povo não é muito hospitaleiro.

Amanhã estaremos indo para San Pedro do Atacama, ainda no Chile, vamos ver o Vale de Luna, com suas paisagens "de outro mundo" e no dia seguinte um campo geotérmico, com gêiseres (El Tatio).

Era isso. Estou tentando colocar mais fotos, mas como a internet é muito lenta, posto outra hora.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Iquique, Chile

Tocopila, chile

17º dia.

19/01/2012

Hoje levantamos às 7 horas tomamos café no hotel e arrumamos as tralhas para sair de Tocopila em direção de São Pedro do Atacama, Chile.

Passamos por Calama, a estrada é boa e o visual é incrível, tem pontos das cordilheiras que permanecem com neve o ano todo.

Depois de atravessar o Vale de La Luna, que fica no caminho, chegamos a São Pedro de Atacama às 3 horas, demos uma caminhada pela cidade que é algo bem diferente, até parece uma cidade do México do tempo do faroeste.

Depois de hospedados na Pousada Edem, fomos conhecer a Laguna Cejar, que é muito salgada, a densidade do sal é tão grande que não afundamos, o corpo fica boiando.

De volta a pousada foi tomar um banho e arrumar as coisas.

Amanhã o pessoal irá fazer um passeio que sai às 4 horas até o Valle Del Tatio, um campo geotérmico com gêiseres ativos, mas eu decidi ficar na cidade e ir visitar o museu que tem múmias do povo Quechua que viviam na região.

Amanhã faremos os tramites na aduana aqui de São Pedro de Atacama da saída do Chile, pois, deveremos sair a tarde em direção Susques, Argentina.

É isso.

Nenhuma descrição de foto disponível.

18º dia.

20/01/2012

Bem hoje pela primeira vez na viagem deu para levantar um pouco mais tarde, o pessoal foi fazer o passeio Valle Del Tatio.

Eu e o Toninho ficamos arrumando as coisas e fomos dar umas voltas na cidade.

O Ricardo, Enio e o James retornaram do passeio às 11.50 horas, arrumamos as bagagens nas motos fomos abastecer e fazer os tramite na aduana dando saída do Chile, tinha uma fila grande e muito calor ficamos assando 2 horas.

Depois de tudo feito rumamos pelo Passo de Jama em direção à aduana da Argentina que fica 160 km adiante.

A entrada na Argentina foi beleza bem rápida, pois os caras estão dando valor ao MERCOSUL.

Seguimos a viagem, a estrada e muito boa e a paisagem uma das mais bonitas da viagem.

Chegamos a Susques, Argentina às 6 horas.

Susques é bem pequena parece um vilarejo, na passagem tínhamos parado em um Hotel que fica perto, como não tinha um bom lugar para ficar na cidade resolvemos a voltar ao hotel da estrada, foi uma boa escolha.

Bem por hoje era só, amanhã deveremos ir até Salta, Argentina.

Nenhuma descrição de foto disponível.

San Pedro de Atacama, Chile

Susques, Porovincia de Jujuy, Argentina

19º dia.

21/01/2012

Tudo de novo, levantamos um pouco antes das 7 h 30 min. e fomos tomar café no hotel. Depois arrumar as coisas para ir em direção Salta - Argentina.

No caminho passamos por Purmamarca, Argentina uma cidade no meio de um vale entre as montanhas. Cidade turística com pessoas de todo o mundo. O vale tem montanhas coloridas de todos os lados e muita vegetação é diferente e aconchegante.

Depois seguimos a viagem até chegarmos a Salta, Argentina onde achamos um hotel bem legal perto do centro da cidade.

Depois de tudo arrumado e banho tomado fomos caminhar pela cidade que é uma loucura, turistas de tudo que é país. Para quem conhece Porto Alegre tem uma praça igual da Alfândega. Só que em vez de uma rua da praia tem um calçadão com muito mais comércio e agitação até as 22 h na sexta, sábado e domingo.

Tem lojas de tudo, tem umas que vendem eletro eletrônico até motos.

Agora já no hotel é hora de arrumar as coisas para seguir a viagem até Santiago Del Estero.....

Era só. Só como curiosidade até agora desde que sai de casa não paguei nenhum pedágio, todos os países que passamos não cobram das motos, e outra só pegamos chuva em La Paz, Bolívia.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Grande Salar, argentina

Purmamarca, Argentina

Salta, Argentina

20º dia.

22/01/2012

Hoje saímos de Salta, Argentina às 8,30 horas em direção a Roque Saenz Pena, Argentina.

A estrada é reta e sem muitos atrativos, tem muitos remendos, mas com as motos da tranquilo para fazer uma boa média.

Paramos duas vezes no percurso para abastecimento e comer algo.

Ontem a noite choveu em Salta, Argentina. Pela manhã o tempo já estava bom fomos exatamente para o lado com condições melhores, escapamos da chuva.

Amanhã entramos no Brasil por São Borja, não sei se chegaremos a atravessar a Fronteira da Argentina com o Brasil.

Era isso.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Roque Saenz Pena, Argentina

21º dia.

23/01/2012

Hoje saímos de Roque Saenz Pena, Argentina às 9 h 30 min. em direção a Posadas, Argentina.

Depois me separei do grupo uns km antes de chegar a Ruta 120 à direita da Ruta 12 que vai em direção a fronteira do Brasil e Argentina. De um lado Santo Tomé e do outro passando a ponte de São Borja.

Para atravessar a ponte do lado argentino são cobrados 12 pesos.

A viagem foi tranquila e com muito calor. Cheguei às 17 h 20 min. e parei no Guilet Hotel. Aqui é legal, tem internet a cabo, ar, café, banheiro e estacionamento fechado, por R$ 40,00.

Depois de tudo arrumado banho tomado, fui ao cais do porto que é pointer da cidade. Tem vários barzinhos com lanches e pratos. Eu acabei comendo um filé de peixe e tomei uma Polar bem gelada.

Era isso.

Amanhã deverei sair por volta das 8 h direto até Porto Alegre, RS.

Gurizada tenham uma boa viagem, um abraço.

Nenhuma descrição de foto disponível.

São Borja, RS

22º dia.

24/01/2012

Hoje foi mais light, acordei às 6 h 45min. Tomei o café mais completo da viagem até agora. Depois de tudo arrumado saí de São Borja, RS em direção a Porto alegre, RS às 8 h.

Peguei a 285 até Carazinho, RS depois a 386. Cheguei em casa às 15 h 20 min.

A viagem foi tranquila.

Valeu fazer esta viagem, conheci lugares bem diferentes do Brasil.

Como saldo de viagem um pneu furado, o retentor da bengala esquerda estourado, e um dos parafusos que segura o protetor do motor quebrado.

De resto só um pedágio pago, o da ponte que atravessa da Argentina para o Brasil.

Só um dia peguei chuva, foi quando chegava a La Paz, Bolívia.

Agora é começar a programar a viagem até Puerto Montt, Chile. Mas isso levará uns dois anos.

Agradeço aos companheiros de viagem pela companhia.

Menor Média 21.40 km/l.

Maior média 32.13 Km/l.

Gasto, tirando compras = R$ 177,00 por dia.

Nenhuma descrição de foto disponível.

FIM